Menu fechado

Declaração de frequência escolar para bolsa família

declaração de frequencia escolar para bolsa familia

Nesse artigo, vamos esclarecer algumas perguntas comuns sobre Declaração de frequência escolar para bolsa família.

A entrega da declaração escolar é de caráter obrigatório e deve ser atualizada todos os anos, conforme determinação do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, e é uma condicionalidade para a manutenção do auxílio.

A declaração escolar para o Bolsa Família deve ser solicitada na escola onde o filho do beneficiário estuda. O documento contém todos os dados do estudante, além da notificação de frequência. Ela deve ser entregue nas centrais de atendimento (endereços abaixo).

Endereços de atendimento

– Central do Programa Bolsa Família: Rua Portugal, 20 – Glória

– Shopping Contagem: Av. Severino Ballesteros Rodrigues, 850 – Cabral – Piso G3

– Cras Sede: Rua Manoel Pinheiro Diniz, 352 – Centro

– Cras Nova Contagem: Av. Retiro dos Imigrantes, 628 – Nova Contagem

– Cras Industrial: Rua Coronel Jose Pedro de Araujo Lima, 33 – Industrial

– Cras Nacional: Rua Felipe dos Santos, 577 – Nacional

Declaração de frequência escolar para bolsa família

declaração de frequencia escolar para bolsa familia
declaração de frequencia escolar para bolsa familia

O acompanhamento é feito a cada bimestre, quando as escolas através da secretaria de Educação repassam a relação de falta e presença de cada aluno para que os dados possam ser atualizados no sistema.

A atualização é necessária, principalmente, porque confirma a situação escolar das crianças e jovens beneficiados. “Por meio deste documento é possível acompanhar o estudante e verificar a frequência.

Qual a frequência escolar necessária para receber o Bolsa Família? A presença em sala de aula está entre os compromissos assumidos pelas famílias ao ingressar no programa. A frequência escolar mensal necessária para receber o bolsa família deve ser de, pelo menos, 85% para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos, e de 75% para jovens de 16 e 17 anos.

Caso tenha o Bolsa Família bloqueado por frequência escolar. A família deve procurar a gestão municipal para informar o problema. São eles os responsáveis por analisar cada caso individualmente e propor uma solução. Por isso, é importante buscar se informar sobre como é o procedimento no seu município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *